W:O:A Metal Battle – Deventter

Hail Headbanguers do Metal Militia!

De volta as entrevistas….. na verdade a entrevista abaixo esta atrasada, é da serie de bandas que foram finalistas do Wacken Metal Battle, contudo devido a problemas de comunicação entre eu e eles acabou chegando só agora.

Porém o mais importante é saber o que a banda pense, independente do evento ao qual esta vinculada.

Hoje a entrevista é com a banda paulista Deventter que toca Heavy Metal Progressivo ou Prog Metal, como cada um preferir. Segundo o Ed Rodrigues (também da radio Metal Militia) a banda tem tudo para se tornar o sucessor do Dream Theater, por isso se você curte o estilo não deixe de ouvir o som dos caras: www.myspace.com/deventter.

Quem respondeu a entrevista foi o baixista (portanto parceiro de instrumento) Leonardo Milani, que nos conta como foi a participação da banda na seletiva e dos planos pro futuro:

1.) Primeiramente gostaria de agradecer a vocês do Deventter pela participação aqui nesta entrevista e parabéns pela vitória na primeira seletiva do Wacken Metal Battle.

Leonardo Milani: Muito obrigado! Obviamente o agradecimento vale para vocês, por terem nos dado mais essa oportunidade!

2.) Cada vez mais cedo as bandas hoje procuram mostrar seus som fora do país, muitas vezes antes mesmo de ter um album completo, só tendo um EP ou Demo. Na opinião do Deventter podemos considerar essa busca das bandas do nosso underground por um espaço lá fora como um reflexo da falta de apoio ao nosso underground?

Leonardo Milani: Sem dúvida! Mas eu defendo a tese de que isso não é exatamente um sinal de má vontade da comunidade ou algo assim. O problema, na minha opinião, é que esse tipo de música (metal/rock pesado e derivados), por ser um gênero “importado”, não tem tantos seguidores como as tipicamente brasileiras. Por isso, esses estilos acabam não tendo um mercado muito grande no Brasil, que inclusive é um país no qual o poder aquisitivo da maioria das pessoas não permite o luxo de comprar diversos álbums ou ir em muitos shows. Sabendo disso, a maioria das bandas mais pesadas entende, com certa razão, que as chances de obter algum reconhecimento no exterior, ou mesmo fontes de rendimento, são muito superiores do que as que se teria por aqui. Como sempre, o problema está muito além do que parece ser em primeira análise…

3.) Como vocês se prepararam para a apresentação na seletiva regional, apenas mais um show ou tiveram algo especial? e para a final como será?

Leonardo Milani: Só podemos falar que precisamos de um porco gordo e um tablete de manteiga… O resto é segredo! Piadas à parte, nós preparamos um set curto e pesado, e ensaiamos como sempre vinhamos ensaiando. Por ser uma apresentação de 30 minutos por banda, o que é plenamente justificado num evento desses, não temos tanto espaço para inovar ou preparar algo muito diferente do que costumamos fazer. Se passarmos para a final, provavelmente continuaremos com a mesma filosofia.

4.) Caso o Deventter se sagre vencedor e vá a Alemanha com direito a apresentação no maior festival de Metal do mundo e ainda com a gravação/lançamento de um álbum via Wacken Records, como a banda vê a “vida” após esse prêmio?

Leonardo Milani: Nossa, essa pergunta é complicada, pra começar porque não gostamos muito de pensar que já ganhamos o festival. Com certeza o jeito da banda de funcionar será ligeiramente diferente, mas é difícil de apontar exatamente o que. Nosso método de composição não mudará, e dificilmente nossa política de ensaios ou de shows sofrerá grandes alterações. Obviamente, caso chegarmos lá, nós tentaremos fazer o melhor possível para subir mais um degrau em nossa carreira, e nos esforçaremos para continuar crescendo a partir de então. Falar mais do que isso acho que seria dar uma passo além da perna.

5.) Existe a vontade, ou talvez esperança, dos integrantes do Deventter conseguirem viver exclusivamente do som da banda?

Leonardo Milani: Vontade é o que não nos falta! Mas temos plena consciência que muito provavelmente isso não é possível aqui no Brasil

6.) Na opinião de vocês seria viável a realização de um festival no modelo do Wackenno Brasil?

Leonardo Milani: Modelo de festival de metal a céu aberto? Claro! Isso é exatamente o que o Roça n’ Roll (festival de metal a céu aberto organizado em Varginha/MG) pretende fazer, e consegue com grande sucesso. Nós tocamos lá há alguns anos, e sem dúvida é um evento muito importante para a cena, sem contar que é muito divertido! Temos também outros festivais como o já conhecido Maquinaria, aqui em São Paulo, e futuramente o Woodstock, em Itú, que apesar de não serem voltados ao metal, são muito bons para a cena do rock em geral. Agora, no mesmo porte e grandeza que o Wacken, aí fica mais complicado…

7.) Em nome do Metal Militia gostaria de agradecer a participação de vocês mais uma vez e deixar as portas da radio abertas a todos do Deventter. Também deixo essaultima parte para o recado final da banda.

Leonardo Milani: Muito obrigado de novo! Um agradecimento a todos os leitores também, muito rock n’ roll para todos vocês! Aos interessados, segue o nosso MySpace: www.myspace.com/deventter !

É isso ae, agora creio ter terminado essa serie de entrevistas, contudo em breve teremos outras aqui com bandas do nosso underground contando um pouco sobre a luta que enfrentam

abraço,
Chefe

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: